Pular para o conteúdo

Aprenda algumas boas práticas que vão prevenir que o Chargeback aconteça

O Chargeback, ou seja, o cancelamento compulsório de uma compra realizada pelo cartão de crédito, é uma realidade que prejudica muitas empresas. Por isso, os Produtores e Afiliados que utilizam a Monetizze, têm um papel importante na prevenção do Chargeback. Para alçar voos maiores, é necessário adotar boas práticas que evitem o desacordo comercial:

Cumpra os prazos

É extremamente importante que todos os prazos estipulados ao consumidor sejam cumpridos. Então, se programe para que o seu cliente receba o produto em mãos. Pois, do contrário, a possibilidade de acontecer o Chargeback é grande.

A entrega fora do prazo estabelecido ou até mesmo a não entrega do produto, são causas de justa rescisão da compra.

Forneça os códigos de rastreamento do produto

Além dos prazos, é necessário se atentar aos códigos de rastreamento fornecidos. Assim, é possível comprovar que o envio e entrega da mercadoria foi realizado, de fato.

Se o código for inválido ou estiver desatualizado, a Instituição Financeira poderá não o considerar. A melhor forma para garantir a comprovação de que o produto foi entregue é utilizando o serviço de “Aviso de Recebimento (AR)”, fornecido pelos Correios. Pois além de ser uma solução que possui baixo custo financeiro e operacional, também tem a vantagem de recolher a assinatura de quem recebeu o produto.

Para a entrega de produtos com valor acima de R$400,00, a Monetizze sugere a utilização do serviço “Mão Própria”, também fornecido pelos
Correios. Por meio deste serviço, garante-se que o produto será entregue somente ao destinatário titular da compra. Além disso, pode-se pegar o produto apenas mediante a apresentação do documento de identidade.

Atente-se às propagandas

A propaganda é a alma do negócio! Ela é determinante para a formação do desejo de compra.  E, por essa razão, é indispensável para qualquer negócio de sucesso.

Todavia, a propaganda deve ser fidedigna. Do contrário, ela pode trazer sérios transtornos. O Código de Defesa do Consumidor estabelece que todas as informações a respeito de um produto ou serviço devem ser sempre interpretadas de forma favorável ao consumidor. Portanto, deve-se tomar muito cuidado com todo o conteúdo anunciado na página de vendas.

É aconselhável não prometer garantias e benefícios que não possam ser rigorosamente cumpridos. Além disso, toda a informação deve ser clara e objetiva, para não gerar más interpretações.

Se a Instituição Financeira constatar que houve abusividade ou má fé por meio de qualquer propaganda, mais uma vez, fica caracterizado o desacordo comercial. Podendo-se neste caso, ser aplicado o Chargeback.

Converse com o seu cliente

Normalmente, a solicitação de cancelamento da compra é feita à Instituição Financeira, depois de o consumidor ter esgotado todos os meios de contatar o fornecedor do produto ou serviço.

Por isso, é fundamental manter atualizadas, na página de vendas, todas as informações referentes às formas de contato. Como por exemplo os endereços de e-mail, números de telefone e etc.

Assim, adote uma postura conciliadora no momento em que o consumidor entrar em contato para fazer uma reclamação. A solução amigável de qualquer demanda é sempre mais vantajosa do que a aplicação do Chargeback. Além disso, sempre que houver abertura do processo de Chargeback, deve-se anexar as tratativas e os acordos feitos com o consumidor.

A Monetizze orienta que sejam exigidos, para confirmação da compra, o número de CPF e o número de telefone do consumidor. Pois assim, pode ser identificada a verdadeira identidade do titular da compra e evitar que terceiros ajam de má fé.

Todas as etapas da logística de entrega devem ser assistidas. Inclusive, deve-se prestar atenção quando houver falha na entrega por conta de endereço incorreto ou ausência do consumidor.

Nessas situações, a Instituição Financeira requer documento que comprove que Fornecedor tentou entrar em contato com consumidor. Para novamente efetivar a entrega do produto ou estornar a compra. Se ficar evidenciado que o Fornecedor não se esforçou para entregar o produto, a Instituição Financeira poderá cancelar a compra de maneira compulsória.

Essas foram as dicas de boas práticas que podem evitar o índice de Chargeback do seu produto. Para solucionar outras dúvidas, entre em contato com o time de Controle de Fraude da Monetizze no Whatsapp, pelo telefone: (31) 99380-0083.

Veja a nossa cartilha de Boas Práticas para evitar o Chargeback, clicando aqui

boas práticas

 

Artigos relacionados