Pular para o conteúdo

O mercado digital está cada vez mais exigente. E para que um produto sobreviva, ele precisa além de oferecer um conteúdo agregador, trazer uma boa experiência visual para o consumidor.

Diante disso, entendemos a importância de pensar na identidade visual de um produto digital. Mas, antes de começarmos a falar sobre o assunto, vamos primeiro conceituar esse termo.

Afinal, o que é identidade visual?

Identidade visual nada mais é que um conjunto de elementos visuais que compõe a sua marca. É ela que dá o tom de personalidade, originalidade e posicionamento. Uma identidade bem feita, alinhada a um bom atendimento e suporte pós venda, pode ajudar bastante na sua retenção no mercado e aumentar seu ticket médio.

Agora que você já sabe o que é, vamos ás dicas de como criar uma boa identidade visual para o seu produto digital.

A primeira coisa a se fazer é estudar o mercado em que sua marca irá atuar, seu público alvo e quais estratégias ela assumirá como posicionamento de marca. Para isso, faça um briefing respondendo às perguntas abaixo.

  • Como você descreveria seu produto ou serviço?
  • Quais as suas preferências de cor?
  • Quais cores não podem estar presentes na sua identidade de forma alguma?
  • Que mensagem e sensação deseja que as pessoas tenham ao ver o seu logo?
  • Qual é o seu público-alvo?

Procure também por pesquisas e dados sobre o mercado, e realize um benchmarking com as marcas que serão suas concorrentes, entendendo seus pontos fracos e fortes. Você pode usar o método SWOT para fazer essa análise.

Depois é hora de pensar no nome da sua marca. Com o briefing já realizado, faça reuniões de brainstorming para levantar opções. Após escolher o nome, chegou o momento de pensar, de fato, na identidade visual.

Mas, o tipo/formato do produto influencia em sua identidade visual?

A resposta é SIM! No momento do briefing e do planejamento estratégico da sua marca, é preciso ter em mente de forma clara qual a aplicação principal e as aplicações secundárias que ela terá, pois isso influenciará no tipo de tipografia, cores, disposição de elementos gráficos, variações da marca e outros aspectos.

Essa é uma preocupação bastante pertinente para que sua identidade não fique visualmente poluída. Falando nisso, segue algumas dicas para que você possa evitar esses ruídos visuais:

  • Tente ter um bom contraste de cor. Usar uma tipografia laranja num fundo branco com certeza prejudicará a leitura;
  • Pense na disposição da sua marca e obedeça uma distância de outros elementos em relação a ela.

E como fazer para escolher as imagens que você irá usar no seu produto e/ ou identidade?

Esta escolha dependerá de cada projeto que você irá desenvolver. O indicado é pensar em um conjunto de ícones – iconografia – como parte da identidade, um painel semântico de palavras chave que estará ligado a ela, assim como o mood (estilo) das fotos que irá representar o tom da marca. Desta forma, para cada aplicação você poderá escolher como quer representar aquela mensagem.

 

 

 

 

Artigos relacionados