Pular para o conteúdo
Google ADS

Durante muito tempo a internet foi literalmente uma terra de ninguém. Os anúncios pipocavam em todos sites e não tinham nenhuma ética. Com o tempo as políticas de anúncio e a fiscalização sobre eles foram aumentando cada vez mais. Hoje em dia cada vez mais as políticas restritivas para anúncios vêm se afunilando dia após dia. E com o Google não é diferente. Por isso, é importante que você saiba osconteúdos proibidos pelo Google ADS que você deve evitar.

Afinal, por que o Google proíbe certos tipos de anúncios

O Google é simplesmente o maior buscador do planeta. Ele tem somente um concorrente a ser considerado: o Bing. Mesmo assim ele ainda reina supremo quando o assunto é pesquisas na internet.

No entanto para manter a sua supremacia, o Google preza muito a experiência do usuário. Algumas pessoas podem até pensar que ele poderia simplesmente liberar os anúncios sem um controle tão rígido e faturar muito mais. Em contrapartida este faturamento iria durar alguns meses, e ia acabar por tirar o trono do Google.

é possível afirmar isto pois a internet permite que os usuários tenham acesso a uma gama imensa de empresas. E quem não prioriza a qualidade, acaba por perder espaço e mercado. É só uma questão de tempo.

O Google sabe muito bem disso. Por isso que ele possui políticas de publicidade tão restritiva. Ele não quer que crianças tenham acesso a conteúdo pornográfico, por exemplo.

Isto além de gerar uma perda de usuários, poderia causar até problemas judiciais para a empresa.

Quais os tipos de anúncios o Google proíbe

Google ADS

Basicamente todo tipo de anúncio que não direcione para uma página que o Google considere segura, amigável e com boas práticas, o Google restringe os anúncios.

Para que esta informação fique mais clara, vamos enumerar tipos de anúncios restritos.

1 – Drogas e seu uso recreativo.

São proibidos qualquer tipo de anúncio que promova, ou mesmo induza, o usuário ao consumo de drogas.

Anúncios de cunho científico como a atuação de alucinógenos no corpo humano podem ser publicados. Mas isto desde que o conteúdo deixe bem claro que se trata de um artigo científico com caráter informativo.

No rol das drogas estão inclusos: maconha, cocaína, crack, metanfetamina. Enfim, qualquer tipo de substância capaz de alterar o nível de consciência e/ou percepção de uma pessoa.

2 – Bebidas alcoólicas, tabacos e seus derivados.

Google ADS

Qualquer anúncio que direcione para páginas que comercialize bebidas alcoólicas e tabacos e seus derivados são expressamente proibidos pelo Google.

Entenda como derivados de tabaco os charutos e rapé, por exemplo.

No entanto, se você possui um restaurante e tenha no cardápio bebidas alcóolicas o seu anúncio está liberado. Desde que seja apenas um caráter informativo, como o preço. Se houver conteúdo que promova o consumo, seu anúncio também será bloqueado.

3 – Conteúdo enganoso.

Uma coisa que o Google mais abomina são os conteúdos enganosos. Isto porque há alguns anos atrás, muitos anunciantes utilizavam desta “técnica” para promover anúncios.

Consistia basicamente em anunciar algo e dirigir o usuário para uma página que vendia outro.

Os algoritmos do buscador passam por atualizações quase que diárias somente para ser mais eficiente em encontrar este tipo de conteúdo. Portanto, não é necessário dizer que qualquer conteúdo enganoso é abominado pelo Google.

4 – Conteúdo Hacker.

Google ADS

Pode parecer absurdo: mas existem páginas na internet com o intuito de ensinar técnicas hackers e crackers. O Google também não permite este tipo de anúncio.

Isto inclui conteúdos do tipo:

  • Como invadir uma conta no Facebook.
  • Como invadir um PC.
  • Como desviar dinheiro de internet bankings.
  • E conteúdos relacionados a esta temática.

5 – Conteúdo para maiores de 18 anos.

O grande problema é que o Google proíbe este tipo de conteúdo mas não especifica o que seria ele. Obviamente que o conceito do que é conteúdo adulto ou não, passa diretamente pela legislação vidente em cada país. Além de fatores socioculturais.

Então você deve estar pensando: como vou saber o que é um conteúdo para maiores de 18 anos, se o próprio Google não determina o que é?

É fácil. Basta você fazer um exame de consciência. Você gostaria que seu filho ou sobrinho de 5 anos visse o seu anúncio? Se a resposta for não, não anuncie no Google.

6 – Violação de direitos autoriais.

Google ADS

A propriedade intelectual vem sofrendo diversos ataques com a popularização da internet. É muito comum vermos trechos de algum autor sendo atribuído a outro.

O Google visa sempre manter a legalidade em suas práticas comerciais. Portanto, se você pretende afazer algum anúncio que viole os direitos autorais saiba que são proibidos.

No entanto citações, desde que dado o crédito, são aceitas.

7 – Conteúdos com temáticas ofensivas.

Incitação ao ódio, discriminação sexual, de gênero ou qualquer outro tema que vise ofender ou promover a violência também são proibidos.

Vale ressaltar que se o caráter do conteúdo for estritamente educativo ele pode ser promovido. Como um estudo sobre o que é o Nazismo, por exemplo.

8 – Armas e violência

A promoção de armas para qualquer fim é vetado pelo Google. Conteúdos com fotos de corpos mutilados, acidentes, mutilação, etc. Também são proibidos.

Conclusão

O Google é uma das maiores ferramentas para anúncios no marketing digital. Ele certamente é uma opção de promoção de produtos que geram um ROI altamente positivo. Além de uma ótima taxa de conversão.

Porém, ele é bastante restritivo em suas políticas de publicidade. O mais certo a se fazer é procurar ficar por dentro do que pode e o que não pode ser promovido como anuncio no Google ADS e otimizar seus conteúdos para trabalhar dentro da legalidade.

Não adianta tentar enganar o Google. Eles possuem algoritmos que a cada dia se tornam mais eficientes. Mais cedo ou mais tarde eles vão acabar descobrindo suas técnicas ilegais. E isto pode te custar até o bloqueio em definitivo da sua conta.

A parte boa é que o Google presta auxílio aos seus anunciantes. Portanto, em caso de dúvidas, procure o próprio Google para saber se o seu anúncio se encaixa ou não nas suas políticas.

Mas antes de fazer isto, que tal dar uma passadinha nos comentários e nos dizer o que achou deste post?

Artigos relacionados