Pular para o conteúdo
conteúdo de qualidade

Quando pensamos em tráfego orgânico, seja para blogs ou Youtube, devemos levar em consideração que o usuário chegou até ali em busca de soluções para um determinado problema.

Quando um vídeo ou um artigo de blog não atende às suas expectativas ou não apresenta uma solução para a sua dor, é natural que ele saia da sua página e siga para o próximo resultado.

Quem ganha com isso é o seu concorrente.

Dessa forma, ao traçar uma estratégia para gerar tráfego orgânico, preze sempre pela qualidade do conteúdo produzido.

Neste artigo falaremos sobre a importância do conteúdo de qualidade para tráfego orgânico. Além disso, iremos falar sobre como isso influencia no sucesso de suas vendas.

Com base em nossas experiências, reunimos algumas dicas essenciais para você enriquecer a sua produção oferecendo o melhor para o seu público.

Leia até o fim para entender e avaliar se o conteúdo que você produz é de qualidade e relevante para as suas personas ou se ele pode ser melhorado.

Conteúdo de Qualidade

Imagine a seguinte situação:

Você precisa de renda extra e começa a buscar alternativas para ganhar dinheiro trabalhando em casa.

Ao pesquisar por “como ganhar dinheiro sem sair de casa“, são exibidos vários links na página de resultados e alguns vídeos.

O primeiro resultado é um artigo de blog com o título Saiba como ganhar dinheiro sem sair de casa.

Ao terminar de ler, percebe que o ele não te explicou nada. Pelo contrário, o deixou com mais dúvidas sobre o assunto.

Desanimado, mas ainda em busca de uma solução, você clica em um dos vídeos. O resultado é completamente diferente.

Nele, o produtor de conteúdo fala sobre o Marketing de Afiliados e como ganhar dinheiro sem sair de casa através do Marketing Digital.

Além de mostrar como começar nesse mercado, o vídeo também introduz um curso ensinando os primeiros passos no marketing digital.

Tudo foi tão bem explicado e apresentado que o seu sentimento é de que esse conteúdo foi criado pensando em você.

Ao final do vídeo, com todas as informações, você decide comprar o curso e iniciar de vez a sua jornada pelo Marketing de Afiliados.

Duas situações diferentes

Na primeira delas, o conteúdo foi produzido pensando apenas em aparecer no topo da primeira página de resultados do Google.

Sem pensar nas dores da persona e como solucioná-las.

O conteúdo não engajou o usuário, não gerou nenhum lead ou conversões.

Já no segundo caso, podemos concluir que o conteúdo tinha qualidade, relevância e foi produzido pensando na persona do produto (curso de marketing digital).

O conteúdo apresentou dados, informações, identificou qual era o problema da persona e como resolvê-lo.

Além disso, foi produzido pensando no melhor formato possível para a compreensão do usuário.

É um conteúdo que engaja e converte.

E o melhor de tudo: de forma completamente orgânica.

Isso nos leva à seguinte pergunta:

Como produzir conteúdo de qualidade?

Não existe receita de bolo

Ao buscar gerar tráfego orgânico, considere como o usuário se comporta, quais os termos ele pesquisa e como o seu conteúdo poderá resolver os seus problemas.

Conteúdo de qualidade não é apenas bem escrito ou produzido, mas o que soluciona as dores da sua persona e gera retorno.

Seja na conquista de autoridade, geração de leads ou vendas.

Porém, o processo de produção de conteúdo pode seguir alguns passos que vão ajudá-lo a atingir esses objetivos.

Antes de qualquer coisa, lembremos que cada segmento tem características próprias e a melhor maneira de planejar qual o tipo de conteúdo a ser produzido é conhecendo a fundo o seu público.

Dessa forma, o primeiro passo é desenhar a persona do seu negócio, entendendo suas dores e anseios.

Além disso, é fundamental compreender a jornada de compra do seu consumidor e o comportamento dentro do seu funil de vendas.

Com essas informações, é possível identificar quais os tipos de conteúdos devem ser produzidos para cada estágio do seu funil.

Isso se traduz em um conteúdo com o tom e linguagem certos, recebendo a audiência em um ambiente acolhedor, empático e tornando-a mais receptiva à sua mensagem.

Para pensar nesse tipo de conteúdo, o ideal é fazer um planejamento para cada um dos estágios da jornada de compra.

Quando o conteúdo não está de acordo com a persona do negócio, acaba atraindo tráfego de baixa qualidade.

Consequentemente, não gera nenhum tipo de conversão e não contribui para a construção da sua autoridade.

Além disso, desperdiça o esforço criativo produzindo conteúdo sem relevância para o público, impactando diretamente na queda de acessos de um blog ou de views de um vídeo.

Funil de Conversão

Vídeo x Blog

Os resultados da busca do Google e do Youtube são parte importante na jornada de compra.

Hoje o consumidor procura informações e está disposto a acessar os dois canais para esclarecer as suas dúvidas.

O usuário percorre a jornada de compra como bem entende, alternando entre busca e vídeos de forma orgânica.

Segundo dados do Google, 80% das pessoas afirmam que costumam alternar entre buscas no Google e no Youtube quando pesquisam produtos.

Ainda segundo essa pesquisa, 55% das pessoas buscam produtos no Google e depois acessam o Youtube para saber mais antes de comprar.

Ou seja, para o cliente os dois formatos se complementam e isso deve refletir na sua estratégia de tráfego orgânico.

Conhecendo seu funil de vendas, é possível criar conteúdos de texto para cada uma dessas etapas.

A ideia é que os artigos de topo de funil ajudem o consumidor a mudar seu estágio à medida em que vai esclarecendo suas dúvidas até chegar no momento da conversão.

Já os conteúdos em vídeo podem contar com outros recursos, que o tornam mais atraente para audiência.

Hoje, 9 em cada 10 brasileiros usam o Youtube para estudar.

  • 87% acessam vídeos para desenvolver habilidades profissionais;
  • 93% para aprender a fazer pequenos reparos em casa;
  • 73% para conferir dicas de esporte e fitness.

No conteúdo de vídeo, o produtor é livre para explorar formatos e recursos, enquanto artigos de blog o prendem a apenas um formato.

Como dito acima, os dois se complementam.

Artigos de blog podem incluir vídeos que tornam a experiência do usuário mais agradável e informativa.

Conteúdo para pessoas e não para o Google

Quando falamos de aquisição de tráfego orgânico, é impossível não citar a importância do SEO.

É através da otimização para os mecanismos de busca que conseguimos atrair visitas orgânicas.

Dessa forma, o mais importante é levar em conta a relevância para a audiência em uma estratégia de conteúdo.

Um blog post bem otimizado, aparecendo na primeira posição do Google mas sem relevância para suas personas vai receber muitos acessos.

Porém, ao custo de uma alta taxa de rejeição e não trará nenhum retorno sobre o investimento de tempo e criatividade.

Consequentemente não vai gerar engajamento, leads ou conversões.

Coloque-se no lugar da sua audiência. Entenda o que eles esperam encontrar ao acessar o seu conteúdo.

Use linguagem simples, contextualize e dê exemplos de fácil identificação para as suas personas. Seja útil para o seu público.

Além de uma boa otimização, o Google também preza pelo bom conteúdo.

Conclusão

Se você chegou até aqui, deve ter visto como o conteúdo de qualidade é importante para uma estratégia de aquisição de tráfego orgânico.

Lembre-se que ao buscar o tráfego gratuito, você precisa escrever pensando no seu público.

Ao contrário do tráfego pago, você não terá à sua disposição a criação de segmentações ou investimentos para impulsionar seu conteúdo.

É preciso pensar e desenvolve-lo desde o princípio pensando como suas personas.

Em como elas realizam buscas no Google e Youtube e como se comportam em relação a esse `conteúdo`.

O usuário que chega até o seu canal/blog espera encontrar a solução para o seu problema, seja o esclarecimento de uma dúvida ou a apresentação de uma ferramenta ou produto.

Produza conteúdos que ajudam.

Não apenas para ser bem posicionado na página de pesquisa do Google, mas principalmente para sanar as dores da sua persona, oferecendo o que eles esperam.

O conteúdo de qualidade tem vida útil prolongada.

Em caso de textos, pode ser atualizado com novas informações e elementos, melhorando continuamente a experiência do cliente.

Aqui em nosso blog, você pode acompanhas mais dicas sobre produção de conteúdo, geração de tráfego e muito mais.

Artigos relacionados