Pular para o conteúdo

O que é remarketing

Antes de explicarmos o que é remarketing, vamos analisar algumas situações em que ele foi aplicado e você nem fazia ideia do que se tratava.

Provavelmente isto já aconteceu com você: você está tranquilamente navegando pela internet e eis que aparece o anúncio de um produto pelo qual você se interessa.

Já vi até alguns posts engraçados dizendo que a partir de agora as pessoas vão só pensar no que querem, que em instantes um anúncio sobre aquilo irá aparecer no seu navegador.

Estas aparições, podem a princípio, serem encaradas como obra do sobrenatural, mas não é bem assim. Na verdade trata-se apenas de tecnologia associada ao marketing.

E devido a esta associação da tecnologia com o marketing que surge o remarketing, que nada mais é do que oferecer a um usuário novamente um produto pelo qual ele já demonstrou interesse em outras oportunidades.

Faz bastante sentido oferecer algo para um usuário que já se interessou pelo que você comercializa, mas no entanto, por algum motivo abandonou o processo de compra.

E este abandono pode não estar ligado a falta de interesse. Algumas vezes naquele momento era financeiramente inviável comprar. ou então o filho dele chorou e ele simplesmente fechou o navegador e se esqueceu do que estava fazendo antes.

Como funciona o remarketing

É por isto que às vezes você pensa que a internet lê a sua mente. Mas a verdade é que em algum momento você já demonstrou interesse em determinado produto, este interesse foi rastreado, e “de repente” um anúncio promovendo  ele aparece novamente.

E assim funciona o remarketing: ele oferece as pessoas algo que já as interessou em algum momento.

No entanto, não se trata apenas de insistir em vender um produto pelo simples fato do interesse.

Há por detrás disso tudo estudos que comprovam a eficácia da aplicação do remarketing. Uma pesquisa da AgilOne nos mostra os seguintes dados:

  • 51% Acham agradável e-mails personalizados e que promova um tratamento VIP;
  • 58% dos entrevistados gostam de receber e-mails nos quais produtos que ela já se interessaram e visitaram o site entram em condições especiais de pagamento ou liquidação;
  • 41% Dos entrevistados que estão na faixa etária entre 25 e 34 anos gostam de receber e-mails referente ao abandono de carrinho de compra;

Portanto, podemos perceber que o remarketing é resultado de constantes estudos que visam comprovar sua viabilidade.

Agora que já sabemos o que é remarketing, e dados que nos dão conta da sua aplicabilidade, vamos saber como ele funciona.

Após perceber que os anúncios quando são direcionados a quem já teve interesse, todas as ferramentas capazes de gerar anúncios, sejam elas do Facebook, Google, Taboola e outros passaram a oferecer configurações que permitem que seus anúncios façam remarketing.

Por que o remarketing é tão importante

A importância do remarketing está diretamente atrelada ao aumento da taxa de conversão.

É muito mais fácil vender um produto para um usuário que já demonstrou interesse nele. Por este motivo, os usuários que são impactados pelo remarketing tem muito mais chances de tomar a atitude que dele você espera.

Muitas vezes as empresas o utilizam de maneira errada, ou que não leva a elas ao objetivo esperado.

Portanto, você deve utilizá-lo sempre que puder. No entanto, quando você deve/pode utilizar o remarketing? É o que vamos ver agora.

Para fazer com que um usuário retorne a sua página de vendas

É mais comum do que você pensa as pessoas entrarem em uma página de vendas e abandonarem uma compra. Como já dissemos anteriormente isto pode ocorrer por inúmeros motivos.

Por isso o remarketing pode fazer com que você atraia novamente esta pessoa para a sua página de vendas e faça com que ela conclua o processo de compra.

Para te auxiliar a vender o produto, você pode oferecer para ele condições especiais de pagamento, ou até mesmo descontos.

Para fazer com que um usuário volte ao seu site

O tráfego orgânico é hoje uma das formas mais eficientes de se fidelizar audiência e torná-la um cliente.

Entretanto muitos usuários podem não chegar até o final do Funil de Vendas, e assim,  acabarem por não efetuar a compra.

Por isto, o remarketing neste caso, tem a função de fazer com que um lead avance no funil de vendas.

Suponhamos que você tenha um blog que aborde a alimentação saudável e você queira comercializar um e-book sobre dietas com alimentos saudáveis.

Você pode ir gerando conteúdo e alimentando a sua audiência com posts relacionados, dessa forma, você irá prender a atenção dela, até que por fim, você oferece a ela o e-book.

Para lançar produtos

O lançamento de um produto, se bem feito, pode ser um enorme sucesso. No entanto, para ser um sucesso algumas coisas precisam ser observadas.

Uma delas é pegar uma lista de e-mails de clientes de outros produtos que você comercializa. ou adquirir esta lista a troco de oferecer conteúdo gratuito em um blog, por exemplo.

Tendo em posse esta lista de e-mails, você pode utilizar eles na sua campanha de remarketing. Dessa forma, além da estratégia de e-mail marketing, você pode impactá-los em outros ambientes, como as redes sociais.

Para aumentar o ticket médio

Vender algo para alguém que já adquiriu algum produto com você, é bem mais fácil do que conseguir um novo cliente. Esta frase pode parecer uma máxima, mas ela reflete bastante a realidade.

Sendo assim, é importante que você crie anúncios pensando nas pessoas que já concluíram a compra de outro produto. Aí é só fazer o remarketing deles e eles serão impactados por outro tipos de produtos que você vende, podendo aumentar assim o ticket médio.

Conclusão

Vender por quem já demonstrou interesse é muito mais fácil. Por este motivo o remarketing é uma forma interessante de promover campanhas.

E a questão não é somente vender, e sim fazer com que sua marca e/ou produto seja sempre lembrado. Não se deve confundir nunca o remarketing com insistência.

Ele deve ser pensado como uma forma de levar a oferta a quem tem uma demanda, e este é o objetivo principal do marketing digital.

Artigos relacionados