Pular para o conteúdo
Marketing digital: o que é e principais estratégias

Marketing Digital é o conjunto de estratégias voltadas para a promoção de uma marca, produto ou serviço no ambiente digital. Ele se difere do marketing tradicional por envolver o uso de canais online — como o Google e as redes sociais — e ferramentas que permitem a análise dos resultados em tempo real.

Quando falamos de marketing digital, a impressão é que se trata de algo simples de se explicar. Mas, ao falarmos sobre o assunto, abordamos também todas as suas vertentes e estratégias vinculadas. 

O marketing digital nada mais é do que uma das diversas estratégias que o marketing oferece. Por isso, conhecer quais as suas principais estratégias e como analisar os seus resultados é algo muito importante se você deseja que o seu conteúdo continue sendo relevante e chegando até o seu público. 

Pensando nisso, preparamos este post completo sobre marketing digital, de forma que você consiga aplicá-lo em seu negócio. Vamos lá?

O que é Marketing

Marketing é o termo utilizado para o ato de atrair, convencer e cativar clientes, suprindo as necessidades do mercado. É através dele que as empresas conseguem criar um posicionamento e estudar o público de cada nicho, para poder atrair o cliente certo.

Segundo Philip Kotler, o maior especialista da área do mundo, marketing pode ser definido como “a ciência e a arte de explorar, criar e entregar valor para satisfazer as necessidades de um público-alvo com lucro”.

Isso quer dizer que o marketing identifica necessidades e desejos não preenchidos, definindo, medindo e quantificando o tamanho do mercado e o potencial de lucro. Em resumo, o marketing “supre necessidades gerando lucro”.

Estudar marketing é importante para qualquer área que você pensar em abrir um negócio. Afinal, é a partir dele que você conseguirá ter o seu ponto de partida. 

Agora você deve já estar imaginando o que queremos dizer com marketing digital, não é mesmo? Vamos falar sobre ele então?

O que é Marketing Digital

O consenso mais popular sobre marketing digital é: qualquer modelo de negócio que utilize a internet para promoção de marca, divulgação de campanhas, produtos e/ou serviços.

No entanto, marketing digital é o aprimoramento do marketing para o universo digital. É através dele que as empresas buscam promover as suas marcas e os seus produtos utilizando estratégias direcionadas para esse mercado.

Com o avanço da internet nos últimos anos e o seu constante crescimento, essa forma de divulgação tem se tornado cada vez mais presente nas empresas, independentemente de seu tamanho.

O marketing digital permite que a distância entre cliente e empresa se torne menor. E essa comunicação direta é um dos principais motivos para a utilização desse método. É por isso que, através do uso dos canais digitais — como blogs, sites, motores de busca, mídias sociais, e-mail, entre outros —, as empresas buscam solucionar dores e atender os desejos de seus clientes e potenciais clientes.

Para que você entenda melhor, vamos abordar a origem deste conceito e como ele se tornou tão presente no mercado. Acompanhe!

A origem do Marketing Digital

O marketing digital tem a sua origem atrelada a popularização da internet. Até porque não era possível entender e atender as necessidades de um cliente no ambiente online, se a própria internet não era aberta ao público. Muito menos ao mercado, certo?

Na década de 90, mais precisamente em 1992, o Laboratório Europeu de Partículas criou o famoso WWW — World Wide Web — que, em português, significa rede mundial de computadores.

A partir disso, a internet começou a se popularizar e como consequência surgiu um mercado a ser explorado.

A evolução do Marketing Digital 

O marketing digital, quando surgiu, se resumia ao envio de spams e banners coloridos em páginas de provedores. Logo, deu início a uma revolução, até porque a própria internet evoluiu desde 1992. 

Sendo assim, as necessidades dos consumidores mudaram e também a forma de se comunicar com eles.

Quando surgiram os mecanismos de busca, a internet se tornou uma terra sem lei. Você poderia ranquear a sua página nas primeiras colocações dos chamados SERPS — lista resultados das pesquisas feitas na Internetapenas utilizando técnicas escusas, sem nenhuma preocupação com a qualidade.

Mas aí veio o Google e se propôs a mudar esta história. Ele foi o primeiro buscador que, de fato, se preocupou com a qualidade da busca, ou seja, para estar nas primeiras páginas como resultado de busca por uma ou mais palavras-chave, você teria que seguir alguns critérios para que isso fosse possível.

Para que serve o Marketing Digital

Como vimos, o marketing digital tem como um dos seus objetivos principais aumentar a exposição de uma marca para os seus consumidores e potenciais clientes. 

Trabalhado da forma correta, ele aumenta as oportunidades de negócios de qualquer companhia, desde uma microempresa a uma empresa de grande porte. Mas não é só isso. 

O marketing digital abre várias portas e permite que os negócios consigam:

  • entender e melhorar a comunicação com o seu público-alvo;
  • reforçar os diferenciais competitivos do negócio em relação à concorrência;
  • analisar e mensurar dados;
  • fidelizar clientes;
  • educar o mercado em que o negócio está inserido;
  • aumentar a autoridade de uma marca;
  • receber feedbacks de clientes;
  • gerar leads e oportunidades de vendas;
  • e muito mais!

Principais termos do Marketing Digital

O marketing digital é um universo com os seus próprios termos. E se você ainda não os conhece, não se preocupe. É o que vamos falar neste tópico.

Temos um glossário completo sobre o assunto, mas, a seguir, você vai conferir os principais conceitos da área e a sua importância para o sucesso de uma estratégia de marketing. 

Tendo esses conceitos em mente, você conseguirá aplicar as suas estratégias de forma segmentada, clara e assertiva. 

Persona

Ao contrário das estratégias tradicionais, o marketing digital trabalha com o conceito de persona.

Podemos dizer que a persona é um perfil semi fictício, baseado nos seus consumidores reais e que representam o seu comprador ideal. Tendo uma persona definida, você consegue criar ações mais segmentadas e direcionadas para as pessoas certas, poupando tempo e dinheiro.

Confira nosso artigo sobre como criar a persona ideal para o seu produto!

Lead

Um lead é uma oportunidade de negócio. Ou seja, são os contatos que, através de uma estratégia de marketing digital, deixam as suas informações-chave para que você consiga identificar os seus compradores em potencial e nutri-los com informações relevantes até que eles estejam prontos para a decisão de compra.

As informações-chave podem variar desde o nome, e-mail e telefone até informações mais específicas como cargo que atua em determinada empresa, porte da companhia, idade, cidade que vive, entre outros aspectos.

Funil de Vendas

O Funil de Vendas é conhecido também como jornada do consumidor. 

Essa jornada contém etapas pelas quais uma pessoa passa durante o processo de compra, desde a identificação de um problema, passando pela consideração de compra até a tomada de decisão.

O funil de vendas é um modelo estratégico separado por estágios, estruturado de forma visual toda a jornada de compra de um cliente em potencial.  No marketing digital, o funil de vendas é dividido da seguinte forma:

  • Topo de funil: etapa do aprendizado e descoberta;
  • Meio de funil: etapa do reconhecimento do problema e da consideração da solução;
  • Fundo de funil: etapa da decisão de compra.

Conforme os clientes vão avançando e, assim, passando pelas etapas do funil, alguns irão parar em uma das duas primeiras etapas (topo e meio). Mas terão aqueles que chegarão até a última etapa (fundo), e é daí que sairão as conversões.

CTA

Os CTAs — Call to Action ou Chamada para Ação — são os botões ou chamadas que direcionam a ação que os seus usuários devem cumprir ao visitar uma página. 

Ao clicar em um CTA, o usuário continua no fluxo do seu funil de vendas de forma que cheguem no momento de compra preparados para o consumo.

Conversão

Esse é sem dúvida um dos termos mais usados, especialmente no marketing digital. 

Quando alguém cumpre o objetivo principal de uma página, seja baixar um material rico, pedir um orçamento ou se registrar para um teste gratuito, ocorre uma conversão.

Palavra-chave

A palavra-chave é o principal instrumento de uma pesquisa e, apesar do nome no singular, pode conter uma ou mais palavras em sua composição. Por exemplo: “marketing de afiliados” pode ser uma palavra-chave, assim como apenas a palavra “marketing”. 

Uma frase inteira pode ser uma palavra-chave, mas sempre verificando a sua relevância.

Toda vez que você fizer uma pesquisa no Google com o intuito de solucionar algum problema, você estará sendo direcionado para assuntos que se relacionam com as palavras que você usou para pesquisar.

Ao inserir essas palavras nos seus conteúdos, você ajuda o Google a encontrá-lo e, assim, aumentar as suas chances de engajamento.

Fluxo de Nutrição

O Fluxo de Nutrição é um processo de automação de marketing em que uma ação do usuário é o gatilho para um fluxo de mensagens. 

Esse fluxo tem como objetivo ajudar o seu visitante a caminhar pelo funil de vendas e, normalmente, é trabalhado via e-mail, mas pode contar com o auxílio de outros canais, como SMS ou mensagens por meio do WhatsApp.

Remarketing

O remarketing nada mais é que impactar mais de uma vez o usuário que já demonstrou interesse pelo seu produto, marca ou serviço.

Anteriormente, o nome utilizado era retargeting, já que o objetivo era impactar uma audiência que já teve contato com o seu produto. Porém, o Google acabou popularizando o termo remarketing ao utilizá-lo como uma das suas campanhas da rede de display.

É muito mais fácil vender um produto para um usuário que já demonstrou interesse nele. Por este motivo, os usuários que são impactados pelo remarketing têm muito mais chances de tomar a atitude que dele você espera.

Ele é muito utilizado para recuperação de carrinho, quando o cliente chega a colocar o produto no carrinho mas não finaliza a compra.

Storytelling

Storytelling é a capacidade de contar histórias. Essa estratégia tem grande relevância para o mercado de afiliados, pois pode gerar boas conversões

Ela é muito utilizada em cartas de vendas, ou seja, em textos persuasivos com o intuito de realizar vendas sem um vendedor como intermediador da ação. Por estar nesse tipo de conteúdo, geralmente é pensada juntamente com as técnicas de copywriting

Copywriting

Chamamos de copywriting o processo de produzir textos persuasivos para ações de marketing e vendas. Você também pode chegar a ver escrito apenas como “copy”, que é apenas uma abreviação para copywriting. 

A pessoa que trabalha escrevendo esses textos é conhecida como copywriter.

Como escolher as melhores estratégias de Marketing Digital

Diante das inúmeras estratégias disponíveis no marketing digital, como escolher aquelas que são mais interessantes para o seu negócio?

É preciso que você tenha bem estabelecido o seu objetivo e metas e, a partir disso, definir as estratégias mais adequadas para conseguir encontrar os melhores caminhos para o seu negócio.

A seguir, explicaremos quais são as estratégias mais comuns do marketing digital. Acompanhe!

Quais são as estratégias de Marketing Digital

O marketing digital é um universo amplo, repleto de ramificações. Essas ramificações são as estratégias e elas possuem diversas finalidades. 

No entanto, o seu objetivo é sempre o mesmo: chamar a atenção do cliente para o que você tem a oferecer. E não podemos falar dessas estratégias sem mencionar os 4Ps do marketing. Afinal, eles são a base para qualquer estratégia de marketing que você pretende colocar em prática.

Conhecidos também como mix de marketing, os 4Ps são:

  • Preço;
  • Praça;
  • Produto
  • Promoção.

Separados eles podem não trazer resultados relevantes para o seu negócio, mas utilizando-os em conjunto, as chances de sucesso são bem maiores. Inclusive, temos um post sobre o assunto, que você pode conferir aqui!

Agora que você já sabe por onde começar, conheça algumas estratégias do marketing digital.

E-mail Marketing

O e-mail marketing é uma das estratégias mais conhecidas e tem como objetivo estabelecer um contato entre o cliente e a empresa. E mesmo com as diversas novidades que surgem a cada dia na internet, o e-mail continua sendo algo bastante usado no dia a dia. 

Com ele é possível gerar tráfego para um site, interagir melhor com o cliente, estreitar o relacionamento com ele e até realizar um maior número de vendas.

Com essa estratégia de marketing é possível realizar campanhas voltadas para um público-alvo e analisar o seu sucesso ou não através de algumas métricas, como taxa de abertura, taxa de clique, entre outras.

Para que a sua estratégia seja ainda mais eficaz, você pode utilizar os diferentes formatos de e-mail, aplicados no dia a dia da sua empresa. Entre eles, podemos destacar:

  • Newsletter;
  • E-mail de boas-vindas;
  • E-mail transacional;
  • E-mail promocional;
  • Compartilhamento de conteúdos relevantes;
  • Pesquisa de opinião e/ou feedback.

Marketing de Conteúdo

O Marketing de Conteúdo é uma das estratégias mais conhecidas do marketing digital. Ele é usado para atrair a atenção do seu público com conteúdos de qualidade.

Ao contrário do que a maioria das pessoas pensa sobre marketing, o objetivo não é apenas chamar atenção para a marca ou o produto. No caso dessa estratégia, por exemplo, o intuito também é oferecer conteúdos que irão ajudar o seu público-alvo.

Uma das maneiras de colocar essa estratégia em prática é através da criação de um blog, canal no YouTube ou site. Através dele, você poderá falar sobre diversos assuntos relacionados ao seu mercado.

Você pode utilizar, além de textos e vídeos, e-books, planilhas, quizzes, whitepapers, redes sociais, entre outros inúmeros formatos.

É claro que você pode divulgar o seu produto através do conteúdo criado. Mas, lembre-se de que o foco é a disponibilidade de bons conteúdos gratuitos, com o objetivo de resolver problemas e ensinar mais sobre o assunto tratado.

E já que estamos falando de criação de conteúdo e blogs, não podemos esquecer do SEO. 

SEO

Se você já tem alguma familiaridade com blogs e sites, você já deve ter ouvido falar em Search Engine Optimization, ou SEO como é mais conhecido.

Como o nome já sugere, se trata da otimização de conteúdo. Através dessa ação, você consegue ranquear melhor o seu site e blog no Google, tornando as chances de reconhecimento de seu material muito maiores. São vários detalhes, que fazem toda a diferença no final.

Você pode trabalhar com SEO On Page e Off Page e não é preciso, necessariamente, escolher entre uma dessas opções. A melhor forma de ter resultados com SEO é mesclando os dois formatos nas suas estratégias. 

No SEO On Page existe uma série de técnicas que são aplicadas aos diversos elementos que compõem a página de um site ou blog, como os marcadores técnicos de SEO, o texto em si, a formatação deste texto, imagens, links, meta description, entre outros elementos.

Já o SEO Off Page é um conjunto de estratégias desenvolvidas fora do ambiente do site ou blog. Ou seja, o seu objetivo é gerar backlinks para o site para colocá-lo em posições de destaque nas páginas de respostas dos grandes buscadores.

CRO 

CRO — Conversion Rate Optimization — significa “Otimização da Taxa de Conversão” em português. Ou, também, “Otimização de Conversão”. 

Trata-se de uma estratégia que tem como objetivo garantir que o seu site esteja sempre bem otimizado. Assim, as chances de vendas serão maiores.

Conversão é algo muito importante para produtores e afiliados, afinal o objetivo é realizar vendas. Com o CRO você poderá melhorar os seus resultados, ou seja, vender ainda mais. Essa conversão pode ser de visitante para lead, de lead para oportunidade ou de oportunidades para clientes.

Aprenda mais sobre essa estratégia e você poderá melhorar o seu site e decolar as suas vendas.

Links Patrocinados

Os links patrocinados são formas de fazer anúncios por meio de espaços publicitários nos resultados dos motores de busca, como Google, Yahoo e Bing, ou em sites de rede de conteúdo que normalmente são pagos por cliques —Pay Per Click.

Com os links patrocinados é possível aproveitar uma demanda já existente. Isso quer dizer que quando o usuário realiza uma busca por determinado assunto nos buscadores, você pode incluir um link patrocinado à sua resposta, incentivando o clique para o que ele está buscando.

Redes sociais

Provavelmente esta deve ter sido a primeira estratégia de marketing digital que você já conheceu. Afinal, atualmente, não estar nas redes sociais é o mesmo que não existir, certo?

É através das redes sociais que você pode se conectar com quem tem interesse nos seus produtos e/ou serviços, compartilhar informações sobre o seu negócio, mostrar os bastidores, divulgar descontos e ofertas imperdíveis, além de, literalmente, conversar com o seu público. 

Outro ponto importante é que, assim como os motores de busca, as redes sociais também permitem anúncios. Dessa forma, você consegue atingir um público fora da sua base de fãs e prospectar novos clientes. 

Inbound Marketing

O Inbound Marketing é uma estratégia focada em atrair leads. Nela, as empresas procuram entender quais são as necessidades e as dores do consumidor para, em seguida, estabelecer um canal de comunicação — seja através de e-mails marketing, redes sociais ou blog — a fim de oferecer uma solução para os seus desejos.

Não é à toa que o termo pode ser traduzido como Marketing de Atração, pois, através dele, afasta-se o conceito tradicional da publicidade e possibilita a conexão com o público-alvo através de conteúdos segmentados e relevantes.

Automação de marketing

Automação de marketing é a utilização de softwares para auxiliar uma equipe de marketing a automatizar as suas estratégias de comunicação de maneira mais eficiente e ágil.

Na realidade, é uma forma de auxiliar a otimização de recursos que potencializam a eficiência dos resultados esperados, tendo como objetivo aumentar a escalabilidade do marketing, mantendo o relacionamento personalizado com os leads.

Quais são as principais métricas do Marketing Digital

Métricas são indicadores utilizados para medir os resultados das ações e campanhas implementadas nos canais de marketing. 

A seguir, você irá conferir as principais métricas do marketing digital e para que cada uma serve. Vamos lá?

Retorno Sobre Investimento (ROI)

ROI é uma sigla que corresponde a expressão inglesa “Return Over Investment”, que significa “Retorno sobre o investimento”. Por isso, é uma métrica importantíssima para qualquer empresa ou, no nosso caso do mercado de afiliados, para Produtores e Afiliados.

Ele faz uma análise comparativa entre o quanto você gastou e o quanto cresceu em vendas. Com essa métrica, é possível saber se o dinheiro aplicado nas campanhas foi bem aproveitado, além de receber insights para identificar quando é interessante aumentar o investimento, melhorando ainda mais o resultado.

Custo de Aquisição de Clientes (CAC)

O CAC estabelece uma relação entre os gastos com marketing digital e o número de clientes. Isso quer dizer que ele mede o custo que cada novo cliente representa para a empresa, mostrando se as campanhas valem os esforços depositados.

Para calcular o CAC, é preciso separar o período desejado e avaliar a diferença entre esses valores e a quantidade de contas que surgiram no espaço de tempo determinado.

Custo Por Aquisição (CPA)

O CPA é responsável pela geração de leads. Ou seja, trata-se da soma dos gastos e os contatos adquiridos dentro de um período de tempo. 

Esta é uma métrica de marketing digital que serve para medir o valor gasto por cada nova “conquista” da sua campanha de mídia paga.

Custo Por Lead (CPL)

O CPL avalia todos os gastos para gerar um novo lead. Essa métrica mostra, de forma geral, se as campanhas estão bem ajustadas.

É ideal que o CPL seja o mínimo possível, mas valores altos também se justificam se as conversões dos leads para clientes forem eficientes. 

Taxa de conversão

A taxa de conversão diz respeito a qualquer uma das etapas que o visitante avança no funil de venda, desde o momento em que se torna lead até a efetivação da compra.  

É uma métrica muito utilizada para mensurar os resultados, principalmente no marketing digital. Para calcular, basta dividir as conversões pela sua audiência. 

Ticket Médio

O ticket médio representa o valor médio gasto nos pedidos. Ou seja, quanto maior for o valor, mais os clientes estão gastando nos pedidos. 

É uma métrica que ajuda a entender, principalmente, quando aplicar estratégias de engajamento, visando aumentar a demanda pelos produtos ou serviços adquiridos.

Receita Mensal Recorrente (MRR)

Esta métrica permite visualizar o crescimento da empresa em termos de receita a partir do faturamento mensal. 

Isso significa que pagamentos adiantados poderão ser ajustados para avaliar uma tendência de crescimento no ano.

Lifetime Value (LTV)

O LTV avalia o potencial de lucro de cada cliente para prever resultados. 

Essa métrica analisa o tempo de negócios com o cliente, desde que ele começou a solicitar os seus produtos e/ou serviços.

Ele precisa estar pelo menos três vezes acima do CAC para que a conta seja sustentável.

Métricas de e-mail marketing

Inclui a taxa de abertura dos e-mails e a taxa de clique nos links, conforme falamos no tópico sobre e-mail marketing. 

A primeira métrica mostra se os títulos estão atraentes o suficiente para o usuário abrir o seu e-mail, enquanto a segunda mostra a eficácia da campanha em si, uma vez que o objetivo final é que o remetente se interesse pelo que você tem a oferecer.

Benefícios do marketing digital para um negócio

São vários os benefícios que a utilização do marketing digital pode trazer ao seu negócio. Assim como utilizar as suas estratégias.

Com o marketing de conteúdo, por exemplo, você terá grandes chances de conseguir novos leads. Afinal, o blog é uma ótima forma de alcançar essas pessoas. Além disso, você acaba ganhando a confiança do seu público ao disponibilizar conteúdos gratuitos e de qualidade.

Mas, ao falarmos de forma geral, podemos citar alguns exemplos de benefícios muito relevantes para a sua marca ou produto. Continue lendo para descobrir.

Redução de custos

Anunciar na internet acaba sendo mais barato do que ter de investir em mídias offline, como televisão, rádio, outdoors e demais alternativas. Mesmo que haja um investimento para fazer as divulgações, acaba sendo mais em conta do que se fosse veicular algo offline.

Se você estiver começando o seu negócio agora, o marketing digital será o caminho certo para que você não precise gastar em um primeiro momento.

Maior engajamento

Fazer marketing através da internet possibilita que você aumente o seu engajamento. Afinal, existem várias maneiras de interagir com a sua persona através de redes sociais e blogs.

Esse método facilitou a comunicação entre cliente e empresa, tornando-as mais humanizadas e acessíveis. E também acaba exigindo da marca mais eficiência e qualidade no que estiver oferecendo.

As empresas que conseguem criar bons conteúdos e interagir com os seus clientes, são empresas com grandes chances de se manter no mercado por bastante tempo.

Maior visibilidade

A internet possibilita que você leve a sua marca para diversas regiões, tornando o seu trabalho reconhecido. Essa visibilidade é bastante positiva e, dependendo do produto que você esteja vendendo, pode gerar novos clientes.

Se você tem alguma loja local ou online que venda para todo o Brasil, por exemplo, a presença nas redes sociais irá te ajudar a divulgar esse trabalho.

Interação com o cliente após a venda

Outro benefício é a interação com o cliente após ele ter realizado uma compra. Ou seja, no pós-venda.

Essa etapa é muito importante para que você esteja conectado com esse cliente e disposto a tirar dúvidas e resolver problemas que podem ocorrer. E o marketing digital tornou esse processo menos estressante, já que hoje existem diversas formas de você entrar em contato com uma empresa ou reclamar da mesma caso não esteja sendo ouvido.

Conclusão

Se você chegou a pouco tempo nesse mercado e estava completamente perdido, provavelmente deve estar se sentindo muito mais tranquilo agora. 

Marketing digital é um assunto muito falado ultimamente e vem atraindo muitas pessoas para esse mercado. Conhecendo o seu conceito e as suas estratégias, você conseguirá levar os  seus negócios a outro nível. Conheça a Escola Monetizze e fique por dentro de tudo o que você precisa para vender online e ter um negócio de sucesso!

Por: Data da publicação:

Artigos relacionados